Em dez anos «comprimido azul» mudou forma de ..... Viagra

Ir em baixo

Em dez anos «comprimido azul» mudou forma de ..... Viagra

Mensagem  Admin em Seg Out 20, 2008 8:52 pm

Em dez anos «comprimido azul» mudou forma de ..... Viagra
por Vitor mango Hoje à 6:19 pm

Em dez anos «comprimido azul» mudou forma de encarar disfunção eréctil
Uma década depois de começar a ser vendido em Portugal, o Viagra provou ser eficaz e seguro e mudou a forma como a disfunção eréctil é encarada: em vez de uma «vergonha» inconfessável passou a ser vista como uma doença

O Viagra, medicamento usado para tratar a disfunção eréctil, representou uma «revolução farmacológica» para os homens, uma vez que é um medicamento «altamente eficaz e seguro», mas também uma «revolução sócio-cultural», disse em entrevista à agência Lusa o urologista e sexólogo Nuno Monteiro Pereira, a propósito dos dez anos da entrada do medicamento no mercado português, assinalados terça-feira.

«Antes a impotência sexual era para os homens uma verdadeira vergonha que não se confessava nem aos amigos. Viviam amargurados, era um problema de grande infelicidade» , contou.

A partir do Viagra (Sildenafil), «o homem passou a encarar a disfunção eréctil não como uma vergonha, mas como uma doença» e passou a procurar ajuda médica, disse Nuno Monteiro Pereira, que fez parte do grupo de médicos que lançou o «comprimido azul» em Portugal.

Segundo o urologista, há cada vez mais homens a procurar ajuda médica para tratar da disfunção eréctil.

Para o sucesso da inicialmente apelidada «pílula da virilidade» contribuiu a sua divulgação, inclusive as anedotas que eram contadas e fizeram «imenso êxito».

Mas a confiança dos portugueses não foi logo conquistada, como contou Pereira Coelho.

Cerca de cinco meses depois de ter sido lançado nos Estados Unidos, onde teve um grande impacto, o Viagra foi lançado em Portugal.

«A informação que chegava é que era um medicamento altamente eficaz, de grande popularidade entre os homens norte-americanos, embora houvessem algumas notícias alarmantes de que era um medicamento que tinha causado algumas mortes. E foi neste contexto que foi lançado em Portugal» , contou o médico.

Na sequência desta informação, «os homens tinham um bocado de medo e foram precisos dois anos para que acreditassem que o Viagra afinal era seguro», frisou.

Nuno Monteiro Pereira realçou o facto do «comprimido azul» ter sido o primeiro medicamento que tem muito a ver com os mecanismos fisiológicos no sentido que «só actua nas circunstâncias em que é preciso actuar».

«O homem que toma o medicamento não tem qualquer erecção se não houver desejo e excitação. Sem esses ingredientes o medicamento não faz qualquer efeito» , ao contrário de fármacos que existiam anteriormente que, «apetecesse ou não ao homem ter actividade sexual, a erecção aparecia», acrescentou.

Sobre a eficácia do medicamento, o médico disse que, em termos gerais, cerca de 80 por cento dos homens têm «uma resposta sexual eréctil muito melhor».

Além de melhorar a capacidade eréctil, o Viagra apresenta outros benefícios para a saúde, nomeadamente a nível cardiovascular.

«Hoje sabe-se com grande segurança e muita informação de que o Viagra, além da melhoria da capacidade eréctil, também melhora a capacidade arterial do coração e começa-se a perceber que tem algumas vantagens para a próstata» , sustentou.

Nuno Monteiro Pereira adiantou que o medicamento pode ter alguns efeitos secundários adversos, mas «nenhum verdadeiramente com gravidade».

No Resumo das Características do Medicamento (RCM) estão explícitas algumas advertências e precauções especiais de utilização, recomendando-se ao médico que considere a situação cardiovascular dos seus doentes, na medida em que «existe um risco cardíaco associado à actividade sexual».

«Antes de prescrever Sildenafil, os médicos devem considerar cuidadosamente se estes efeitos vasodilatadores, especialmente em associação com actividade sexual, poderão afectar adversamente os seus doentes com certas condições subjacentes» , lê-se no RCM.

O principal «calcanhar de Aquiles» deste fármaco é o preço: uma embalagem de quatro comprimidos (deve ser tomado um comprimido uma hora antes da relação sexual) custa 45,99 euros.

Contudo, dentro de poucos anos deve chegar ao mercado um genérico do Viagra e, logo, uma solução terapêutica mais barata.

Quando foi anunciado em Portugal, em Outubro de 1998, o Viagra foi apresentado como tendo uma taxa de 88 por cento de sucesso em casos de impotência sexual.

Lusa/SOL
Vitor mango


Mensagens : 3523
Registrado dia : 30 Maio 2008
Idade : 22
Localização : planeta Marte




Multidão contra Obama em comício republicano
por Vitor mango Hoje à 6:21 pm

Multidão contra Obama em comício republicano
Enquanto McCain prometia lutar até ao fim num comício em Ohio, os apoiantes do democrata republicano aproveitaram para lançar críticas a Barack Obama, na vila de Westerville, subúrbios de Columbus.

nao tenho o video
Vitor mango


Mensagens : 3523
Registrado dia : 30 Maio 2008
Idade : 22
Localização : planeta Marte




Re: Em dez anos «comprimido azul» mudou forma de ..... Viagra
por socialista trotskista Hoje à 6:36 pm

as notícias estão a sair fora do sítio.
socialista trotskista


Mensagens : 533
Registrado dia : 03 Jun 2008




Re: Em dez anos «comprimido azul» mudou forma de ..... Viagra
por RONALDO ALMEIDA Hoje à 6:41 pm

Nao entendo, dizem que es EXPERT?????????? Mas eu acho que NAO, porque senao estavas a TRABALHAR!!
RONALDO ALMEIDA


Mensagens : 3831
Registrado dia : 31 Maio 2008
Idade : 52
Localização : ORLANDO FLORIDA USA




Re: Em dez anos «comprimido azul» mudou forma de ..... Viagra
por socialista trotskista Hoje à 6:44 pm

RONALDO ALMEIDA escreveu:
Nao entendo, dizem que es EXPERT?????????? Mas eu acho que NAO, porque senao estavas a TRABALHAR!!


E estou. Estou a pensar em deixar a internet. Para n ter de te aturar. Não gosto de aLCOVITEIROS!!!
socialista trotskista


Mensagens : 533
Registrado dia : 03 Jun 2008

Admin
Admin

Mensagens : 1340
Data de inscrição : 01/06/2008

Ver perfil do usuário http://vaguiando.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em dez anos «comprimido azul» mudou forma de ..... Viagra

Mensagem  Admin em Seg Out 20, 2008 8:54 pm

Re: Em dez anos «comprimido azul» mudou forma de ..... Viagra
por RONALDO ALMEIDA Hoje à 6:51 pm

JA PENSAS-TE IR AOS GANBUZINOS?
RONALDO ALMEIDA


Mensagens : 3834
Registrado dia : 31 Maio 2008
Idade : 52
Localização : ORLANDO FLORIDA USA

Admin
Admin

Mensagens : 1340
Data de inscrição : 01/06/2008

Ver perfil do usuário http://vaguiando.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em dez anos «comprimido azul» mudou forma de ..... Viagra

Mensagem  Admin em Seg Out 20, 2008 9:03 pm

SOCIALISTA APAGOU QUASE TUDO.


Em dez anos «comprimido azul» mudou forma de ..... Viagra
por Vitor mango Hoje à 6:19 pm

Em dez anos «comprimido azul» mudou forma de encarar disfunção eréctil
Uma década depois de começar a ser vendido em Portugal, o Viagra provou ser eficaz e seguro e mudou a forma como a disfunção eréctil é encarada: em vez de uma «vergonha» inconfessável passou a ser vista como uma doença

O Viagra, medicamento usado para tratar a disfunção eréctil, representou uma «revolução farmacológica» para os homens, uma vez que é um medicamento «altamente eficaz e seguro», mas também uma «revolução sócio-cultural», disse em entrevista à agência Lusa o urologista e sexólogo Nuno Monteiro Pereira, a propósito dos dez anos da entrada do medicamento no mercado português, assinalados terça-feira.

«Antes a impotência sexual era para os homens uma verdadeira vergonha que não se confessava nem aos amigos. Viviam amargurados, era um problema de grande infelicidade» , contou.

A partir do Viagra (Sildenafil), «o homem passou a encarar a disfunção eréctil não como uma vergonha, mas como uma doença» e passou a procurar ajuda médica, disse Nuno Monteiro Pereira, que fez parte do grupo de médicos que lançou o «comprimido azul» em Portugal.

Segundo o urologista, há cada vez mais homens a procurar ajuda médica para tratar da disfunção eréctil.

Para o sucesso da inicialmente apelidada «pílula da virilidade» contribuiu a sua divulgação, inclusive as anedotas que eram contadas e fizeram «imenso êxito».

Mas a confiança dos portugueses não foi logo conquistada, como contou Pereira Coelho.

Cerca de cinco meses depois de ter sido lançado nos Estados Unidos, onde teve um grande impacto, o Viagra foi lançado em Portugal.

«A informação que chegava é que era um medicamento altamente eficaz, de grande popularidade entre os homens norte-americanos, embora houvessem algumas notícias alarmantes de que era um medicamento que tinha causado algumas mortes. E foi neste contexto que foi lançado em Portugal» , contou o médico.

Na sequência desta informação, «os homens tinham um bocado de medo e foram precisos dois anos para que acreditassem que o Viagra afinal era seguro», frisou.

Nuno Monteiro Pereira realçou o facto do «comprimido azul» ter sido o primeiro medicamento que tem muito a ver com os mecanismos fisiológicos no sentido que «só actua nas circunstâncias em que é preciso actuar».

«O homem que toma o medicamento não tem qualquer erecção se não houver desejo e excitação. Sem esses ingredientes o medicamento não faz qualquer efeito» , ao contrário de fármacos que existiam anteriormente que, «apetecesse ou não ao homem ter actividade sexual, a erecção aparecia», acrescentou.

Sobre a eficácia do medicamento, o médico disse que, em termos gerais, cerca de 80 por cento dos homens têm «uma resposta sexual eréctil muito melhor».

Além de melhorar a capacidade eréctil, o Viagra apresenta outros benefícios para a saúde, nomeadamente a nível cardiovascular.

«Hoje sabe-se com grande segurança e muita informação de que o Viagra, além da melhoria da capacidade eréctil, também melhora a capacidade arterial do coração e começa-se a perceber que tem algumas vantagens para a próstata» , sustentou.

Nuno Monteiro Pereira adiantou que o medicamento pode ter alguns efeitos secundários adversos, mas «nenhum verdadeiramente com gravidade».

No Resumo das Características do Medicamento (RCM) estão explícitas algumas advertências e precauções especiais de utilização, recomendando-se ao médico que considere a situação cardiovascular dos seus doentes, na medida em que «existe um risco cardíaco associado à actividade sexual».

«Antes de prescrever Sildenafil, os médicos devem considerar cuidadosamente se estes efeitos vasodilatadores, especialmente em associação com actividade sexual, poderão afectar adversamente os seus doentes com certas condições subjacentes» , lê-se no RCM.

O principal «calcanhar de Aquiles» deste fármaco é o preço: uma embalagem de quatro comprimidos (deve ser tomado um comprimido uma hora antes da relação sexual) custa 45,99 euros.

Contudo, dentro de poucos anos deve chegar ao mercado um genérico do Viagra e, logo, uma solução terapêutica mais barata.

Quando foi anunciado em Portugal, em Outubro de 1998, o Viagra foi apresentado como tendo uma taxa de 88 por cento de sucesso em casos de impotência sexual.

Lusa/SOL
Vitor mango


Mensagens : 3523
Registrado dia : 30 Maio 2008
Idade : 22
Localização : planeta Marte




Multidão contra Obama em comício republicano
por Vitor mango Hoje à 6:21 pm

Multidão contra Obama em comício republicano
Enquanto McCain prometia lutar até ao fim num comício em Ohio, os apoiantes do democrata republicano aproveitaram para lançar críticas a Barack Obama, na vila de Westerville, subúrbios de Columbus.

nao tenho o video
Vitor mango


Mensagens : 3523
Registrado dia : 30 Maio 2008
Idade : 22
Localização : planeta Marte




Re: Em dez anos «comprimido azul» mudou forma de ..... Viagra
por socialista trotskista Hoje à 6:36 pm

as notícias estão a sair fora do sítio.
socialista trotskista


Mensagens : 537
Registrado dia : 03 Jun 2008

Admin
Admin

Mensagens : 1340
Data de inscrição : 01/06/2008

Ver perfil do usuário http://vaguiando.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Em dez anos «comprimido azul» mudou forma de ..... Viagra

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum