Cimeira dos 27 termina hoje com acordo sobre medidas financeiras Os líderes da União Europeia terminam hoje a cimeira de Outono em Bruxelas, com sinais de unidade frente às turbulências financeiras mas mostrando divergências cada vez mais evidentes sobre

Ir em baixo

Cimeira dos 27 termina hoje com acordo sobre medidas financeiras Os líderes da União Europeia terminam hoje a cimeira de Outono em Bruxelas, com sinais de unidade frente às turbulências financeiras mas mostrando divergências cada vez mais evidentes sobre

Mensagem  Admin em Sex Out 17, 2008 8:44 pm

Cimeira dos 27 termina hoje com acordo sobre medidas financeiras Os líderes da União Europeia terminam hoje a cimeira de Outono em Bruxelas, com sinais de unidade frente às turbulências financeiras mas mostrando divergências cada vez mais evidentes sobre
por Admin Ontem à 9:13 am

Cimeira dos 27 termina hoje com acordo sobre medidas financeiras
Os líderes da União Europeia terminam hoje a cimeira de Outono em Bruxelas, com sinais de unidade frente às turbulências financeiras mas mostrando divergências cada vez mais evidentes sobre os respectivos planos de luta contra as alterações climáticas


O primeiro de dois dias da cimeira terminou quarta-feira com um acordo unânime dos 27 sobre as medidas a aplicar para normalizar o funcionamento dos mercados e a necessidade de uma reforma profunda no sistema financeiro mundial.

O presidente do Conselho Europeu no segundo semestre deste ano, o francês Nicolas Sarkozy, anunciou o consenso dos líderes europeus sobre a necessidade de refundar o sistema financeiro com bases mais transparentes, de modo a evitar a repetição do colapso das últimas semanas.

Os 27 chegaram a acordo sobre a necessidade de uma cimeira internacional, em Novembro se for possível, com a presença dos líderes de todas as grandes economias, incluindo as dos países emergentes, para debater a questão do sistema financeiro mundial.

Sarkozy referiu que "toda a Europa, sem excepção", apoiou as medidas definidas pelos países da Zona Euro na reunião de domingo em Paris, destinadas a facilitar o funcionamento do mercado de crédito interbancário, injectando capital nas entidades bancárias em dificuldades.

Tanto o presidente francês como o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, destacaram o papel de liderança assumido pela União Europeia na resposta às turbulências financeiras e concordaram em que devem ser os europeus a estar na linha da frente para a reforma do modelo de funcionamento dos mercados financeiros.

Mais difícil parece ser chegar a uma declaração comum que permita manter vivo o compromisso de conseguir até final do ano um acordo para a aplicação dos compromissos de redução dos gases que provocam o aquecimento do planeta.

Os planos da presidência francesa contam com forte oposição de Itália e de oito países da Europa Central e de Leste (Bulgária, Estónia, Eslováquia, Hungria, Letónia, Lituânia, Polónia e Roménia).

Esse grupo de nove países pediu quarta-feira aos restantes parceiros da EU que reduzam as metas de redução dos efeitos dos gases de estufa face à gravidade da situação económica.

Contudo, Sarkozy recusou a proposta, afirmando que a crise não pode travar a ambição dos países europeus de reduzir os gases que provocam o aquecimento da Terra, mantendo o objectivo 20-20-20: redução das emissões de dióxido de carbono em 20 por cento, destinar 20 por cento da energia consumida às energias renováveis e diminuir em 20 por cento o consumo energético mundial.

Lusa/SOL
Admin
Admin



Mensagens : 1229
Registrado dia : 30 Maio 2008




ESTA MANIA QUE TEEM DE CORTAR OS COMENTARIOS..............
por RONALDO ALMEIDA Hoje à 6:23 pm

Nao esta NADA BEM!!
RONALDO ALMEIDA


Mensagens : 3693
Registrado dia : 31 Maio 2008
Idade : 52
Localização : ORLANDO FLORIDA USA

Admin
Admin

Mensagens : 1340
Data de inscrição : 01/06/2008

Ver perfil do usuário http://vaguiando.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum